Blog do Paulus: Parte 5 - Interpretação de receita e indicação de produto

Parte 5 - Interpretação de receita e indicação de produto

Matéria escrita por Paulus Maciel. Direitos reservados.

EXEMPLO DE VISÃO COM ASTIGMATISMO
Nesta quinta parte da série de matérias sobre interpretação de receita e indicação de produto, vamos abordar o astigmatismo.

O astigmatismo é uma ametropia ocasionada pela irregularidade da curvatura da córnea ou do cristalino. Quando a luz refrata numa superfície irregular, ela deixa de ser única, passando a formar as imagens em pontos distintos da retina. Justamente esta multiplicação da luz refratada é que gera a visão borrada para o portador do astigmatismo.

TESTE PARA ASTIGMATISMO
Normalmente, em óculos, a correção do astigmatismo é feita através da confecção de duas curvaturas de valores diferentes na face interna das lentes. Um valor de curvatura irá corrigir uma eventual ametropia esférica (miopia/hipermetropia) ou deixará a dioptria esférica plana. O outro valor de curvatura interna será posicionado na montagem/surfassagem de acordo com o eixo prescrito na receita na intenção de corrigir a dioptria cilíndrica, isso é, o astigmatismo.

Na prática, todo receituário cuja dioptria cilíndrica está positiva, a mesma será transposta para a confecção das curvaturas na face interna das lentes.

Os profissionais que trabalham na lojas precisam estar atentos na interpretação desses receituários, pois podem gerar entendimentos diferentes para a escolha do índice de refração das lentes dos óculos.

No exemplo abaixo, temos um receituário com esférico plano e +2,00 dioptrias cilíndricas a 180° de eixo. Aparentemente uma receita que não inspira maiores cuidados.


Na transposição dessa receita (veja na ilustração abaixo) podemos reparar que vale a pena oferecer um índice de refração maior, já que com o cilíndrico negativo surgiu um esférico positivo de 2,00d. Diante da dioptria transposta, poderíamos deixar o CR39 de lado para oferecer lentes 1.56 asféricas deixando-as mais finas e com melhor qualidade visual.


Mesmo que o seu laboratório transponha sua ordem de serviço, seria melhor que você, no ato do atendimento ao cliente pudesse transpor a receita (cilíndrico positivo para negativo), assim você terá uma opinião melhor sobre as lentes a serem oferecidas.

Outra questão que deve ser observada é o eixo, pois é nesta posição que se encontrará a parte mais fina de uma lente e na oposta a mais espessa. Por exemplo, se a sua receita for -2,75 com -1,50 a 90° significa que tanto a borda superior quanto inferior não sofrerão tanto com espessura, mas as temporais do aro ficarão mais grossas.

Numa receita com eixo de 45° a 135° temos que pré selecionar para nosso cliente armações cujas medidas da ponte + horizontal do aro, estejam iguais ou próximas da DP dele, já que a área temporal receberá a maior porção de espessura das lentes, o que deve ser esteticamente evitado. Para saber mais informações sobre escolha da armação para otimização da espessura de lentes, CLIQUE AQUI.

Vale a pena ressaltar que ao ler uma receita com miopia (esférico negativo) cujos eixos dos astigmatismos (cilíndrico negativo) estiverem posicionados entre 45º e 135º, a preocupação com a espessura deve ser redobrada, portanto evite ao máximo oferecer neste caso óculos três peças, fio de nylon ou qualquer tipo de armação no formato aviador. Por mais que você venda um índice de refração maior, o mesmo não vai te ajudar neste caso.

Após a interpretação da receita transposta e a escolha de uma armação centralizada de acordo com a DP  e o eixo do astigmatismo do cliente está na hora de escolher o material de lente que possui o índice de refração ideal para a dioptria cilíndrica dele. Na ilustração abaixo temos uma tabela que mostra a correspondência entre dioptrias pequenas, médias e fortes com índices de refração para otimização máxima da espessura na escolha de uma armação centralizada.


SUPERFÍCIE INTERNA ATÓRICA

Com as questões estéticas resolvidas, fica uma pergunta: "Qual é a melhor lente para astigmatismo em termos de qualidade visual?".

Como o portador de astigmatismo percebe mais as aberrações periféricas, lentes asféricas são a melhor escolha, principalmente as de superfície atórica. Através de método freeform é possível gerar curvaturas corrigidas internamente, diminuindo a distância entre o olho e a periferia das lentes, ampliando o campo visual para quem tem astigmatismo. Lentes freeform com superfícies atóricas estão disponíveis em diversos índices de refração, tanto para visão simples como para multifocais. Entre em contato com seu fabricante para saber quais marcas de lentes freeform possuem curvas atóricas.

Você pode também curtir e compartilhar esta matéria com seus amigos através dos pluguins das redes sociais, localizados na parte inferior desta postagem.

AJUDE O BLOG A SOBREVIVER. USE O PAY PAL E DOE R$10,00 COM SEU CARTÃO DE CRÉDITO. CLIQUE NO BOTÃO ABAIXO PARA FAZER A SUA DOAÇÃO SEGURA.
 

Licença Creative Commons
Parte 5 - Interpretação de receita e indicação de produto está licenciado sob uma licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivados 3.0 Não Adaptada.

Sessão de Comentários

Atenção!
Comentários enviados por e mail ou redes sociais não serão respondidos!
Favor deixar sua dúvida ou pedido de contato com o autor apenas nesta sessão de comentários do blog.

recomendamos a leitura

Paulus Maciel se reserva no direito de usufruir da liberdade de expressão assegurada pela constituição federal:

Art. 5º Todos são iguais perante a lei, sem distinção de qualquer natureza, garantindo-se aos brasileiros e aos estrangeiros residentes no País a inviolabilidade do direito à vida, à liberdade, à igualdade, à segurança e à propriedade, nos termos seguintes:

IX - é livre a expressão da atividade intelectual, artística, científica e de comunicação independentemente de censura ou licença