Blog do Paulus: Remarcando Óculos para Conferência

Remarcando Óculos para Conferência

Matéria escrita por Paulus Maciel. Direitos Reservados.

Esta matéria que se inicia originou-se de inúmeros pedidos sobre um guia, que mostrasse de forma bem explicada, como é feita a remarcação de um óculos para a sua conferência de montagem e lensometria.

Então, amigo óptico, caso já tenha conhecimentos sobre esta prática, peço a você que me ajude a multiplicar com quem ainda não sabe remarcar óculos.

Um material que pode assustar logo de início é o gabarito, já que o mesmo possui diversas guias, marcações e referências. Algumas dessas referências passam até hoje desapercebidas por muitos ópticos, até mesmo os mais experientes.

Então, que tal explicar o que significam todos aqueles traços e marcações que existem num gabarito?

Escolhi para ilustrar esta matéria, um gabarito de lente progressiva de alta tecnologia, assim já podemos conhecer todas as marcações e referências que possam existir. Para facilitar, vamos usar fotos grandes.

Devido a posição do campo de perto, todo gabarito possui uma área destinada a conferência de montagem da lente esquerda, simbolizada pela letra "E" ou "L" e lente direita, simbolizada pela letra "D" ou "R".



Agora vamos entender o que significa cada referência existente para a remarcação de uma lente. Vou ampliar a imagem da remarcação da lente esquerda, assim você poderá observar os  números correspondentes as legendas. A descrição virá logo abaixo da imagem.


Legendas:


1- Gravação a laser temporal. Alguns fabricantes usam micro círculos ou logomarcas. Logo abaixo dessa marcação temos a adição. Em algumas lentes a adição estará em 3 dígitos, isso é 200 é adição de 2,00 ou 2 dígitos, onde 20 é também adição de 2,00.

2- Gravação a laser nasal. Alguns fabricantes usam micro círculos ou logomarcas. Logo abaixo dessa marcação temos normalmente uma logomarca que identifica o modelo da lente. Em alguns fabricantes, além desta logomarca, temos a identificação do material da lente. Na ilustração acima temos "3V" (Lente Zeiss GT2 3DV) e "67" (Resina 1,67).

3- Cruz de montagem. Onde a pupila do usuário deverá estar centralizada quando ele estiver utilizando o óculos. Para que esta medida (altura de montagem) seja bem tirada, é necessário ajustar a armação.

4- Referencia para lensometria. Neste ponto devemos colocar o centro da mira do lensometro para medir a dioptria de longe. Um arco ao redor deste ponto auxilia na posição da borda da mira do lensometro na lente.

5- Referência de prisma. O intervalo de espaço entre esta referência e a cruz de montagem (3) é onde o usuário, na sua postura adequada, irá usufruir da visão intermediária da lente. Na maioria das lentes este intervalo é de 4mm, mas em lentes Zeiss é de 6mm. Este ponto de prisma, o próprio nome diz, serve para verificar o equilíbrio prismático da lente. Com o avanço dos métodos de surfassagem., o óptico não precisa se preocupar com esta aferição.

6- Posição horizontal do campo de perto. Em lentes progressivas de alta tecnologia, a posição horizontal do campo de perto não é fixa, já que o design dessas lentes se adapta a convergência dos olhos dos usuários. No caso da Zeiss GT2 3DV o campo de perto pode ser adaptado para uma pessoa com até 5mm de convergência. Essa "escala" de 0 a 5 existe no gabarito para facilitar o posicionamento da mira do lensometro no lugar certo para a conferência da dioptria de perto. Quanto maior a curva base da lente, mais o óptico deve deslocar a mira do lensometro para o nasal, em direção ao maior número da escala.

7- Posicionamento vertical do campo de perto. Em lentes progressivas de alta tecnologia, a posição vertical do campo de perto não é fixa, já que comprimento do corredor vertical dessas lentes varia conforme a altura de montagem informada na ordem de serviço.   Essa "escala" de 0 a 6 existe no gabarito para facilitar o posicionamento vertical da mira do lensometro no lugar certo para a conferência da dioptria de perto. Quanto maior a altura de montagem, o óptico deve descer a mira do lensometro cada vez mais em direção ao n° 6 da escala. Quanto menor a altura, a mira deve se aproximar cada vez mais do n°0.
NOTA- Lembrando que a lensometria, conforme explicado nos itens 4,6 e 7 não poderá ser feita em lentes personalizadas por distância vértice, ângulo pantoscópico e curva do aro, já que elas são confeccionadas com "dioptria corrigida" que é diferente da prescrita. Consulte seu fabricante para saber quais são essas lentes.

8- Guia horizontal para cruz de montagem. A região pode ser marcada a caneta para ajudar a verificar se o óculos estará reto na mesa do lensometro. Esta marcação é opcional.

9- Guia horizontal para lensometria. A região pode ser marcada a caneta para ajudar a verificar se o óculos estará reto na mesa do lensometro durante a medição das dioptrias. Trata-se de uma técnica utilizada por alguns ópticos que usam o centro do pino marcador do lensometro no ponto de medição da dioptria ao invés do pino marcador na cruz de montagem. Esta marcação é opcional.

10- Gabarito de diâmetro. Basta colocar o bloco em cima do círculo para identificar qual é o seu diâmetro ou durante a verificação da DNP do óculos montado, pode-se ter uma noção do diâmetro utilizado na confecção.

Agora que conhecemos cada referência da lente no gabarito de remarcação, vamos acompanhar por fotos o passo a passo dessa remarcação. Como os itens 8, 9 e 10 são opcionais para a remarcação, não vou citá-los no passo a passo. Podemos voltar a falar deles em outra matéria, quem sabe sobre lensometro.

AVISO: As imagens abaixo são meramente ilustrativas, pois possuem uma perspectiva de imagem gerada por câmera fotográfica, que dependendo do ângulo podem mostrar uma proporção de tomada de medida diferenciada, ok?

1- Coloque o óculos numa região iluminada para que você possa identificar onde estão as marcações a laser das lentes montadas.

2- Utilize de preferência uma caneta de tinta branca removível (UNI POSCA é a minha marca preferida) para fazer um pingo nas marcações a laser temporais e nasais de ambas as lentes.

3- Sobreponha os dois pingos da lente esquerda nas logomarcas que representam as marcações a laser no gabarito de remarcação. Faça um pingo nas marcas que representam o prisma, a cruz de montagem e o campo de perto.

4- Repita todo o procedimento na lente direita. Lembrando que a posição do pingo para o campo de perto irá variar conforme a curva base/adição e/ou altura de montagem (?). Pronto, as lentes estão prontas para serem conferidas no lensometro. Simples, né?

5- Para conferir a DNP, centralize o óculos no gabarito. Para fazer esta centralização é necessário que o meio da ponte esteja no centro do gabarito, e os pingos correspondentes a altura de montagem estejam sobrepostos a régua de DNP do gabarito. Na foto abaixo, observamos que se o meio de ponte não estiver totalmente sobreposto ao centro do gabarito teremos uma diferença de DNP entre 0,5 e 1,0mm. Com a sobreposição correta teremos, no exemplo abaixo, uma DNP de 35mm AO.

6- Em lentes progressivas, o eixo da dioptria cilíndrica é obtido através da surfassagem, portanto a linha de montagem precisa estar bem reta. Utilize uma das linhas horizontais no centro do gabarito para sobrepor simultaneamente a marcação a laser nasal e o ponto de prisma das lentes direita e esquerda. (círculos vermelhos em destaque) Se as 4 marcações estiverem totalmente sobrepostas a linha horizontal significa que a montagem está reta e o eixo do astigmatismo do seu cliente foi respeitado na confecção das lentes.

7- Caso seja necessário, na entrega do óculos, coloque o mesmo remarcado no rosto do cliente para conferir se a marcação da altura de montagem está no centro da pupila. Caso não seja necessário, meça apenas a altura de montagem usando a régua da marcação até a borda inferior da lente. (Imagem abaixo é meramente ilustrativa)

Ao final desta matéria, gostaria de sugerir que você literalmente coloque a "mão na massa" e ganhe mais prática, remarcando todos os óculos que puder.  A remarcação e conferência de óculos é uma tarefa fácil de ser executada, porém exige disciplina quanto a se criar o hábito de conferir e remarcar todos os óculos a serem entregues aos clientes. Esta disciplina fará você ganhar agilidade e confiança para prestar o melhor atendimento possível.

Você pode também comentar, compartilhar e curtir esta matéria através dos pluguins do Facebook, Twitter e Pinterest, localizados logo abaixo desta postagem.

AJUDE O BLOG A SOBREVIVER. USE O PAY PAL E DOE R$10,00 COM SEU CARTÃO DE CRÉDITO. CLIQUE NO BOTÃO ABAIXO PARA FAZER A SUA DOAÇÃO SEGURA.
 

Licença Creative Commons
Remarcando Óculos para Conferência está licenciado sob uma licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivados 3.0 Não Adaptada.

Sessão de Comentários

Atenção!
Comentários enviados por e mail ou redes sociais não serão respondidos!
Favor deixar sua dúvida ou pedido de contato com o autor apenas nesta sessão de comentários do blog.

recomendamos a leitura

Paulus Maciel se reserva no direito de usufruir da liberdade de expressão assegurada pela constituição federal:

Art. 5º Todos são iguais perante a lei, sem distinção de qualquer natureza, garantindo-se aos brasileiros e aos estrangeiros residentes no País a inviolabilidade do direito à vida, à liberdade, à igualdade, à segurança e à propriedade, nos termos seguintes:

IX - é livre a expressão da atividade intelectual, artística, científica e de comunicação independentemente de censura ou licença