Blog do Paulus: Parte 1 - Interpretação de receita e indicação de produto

Parte 1 - Interpretação de receita e indicação de produto

Um dos primeiros conceitos que são mostrados em óptica é a interpretação de receituário. Percebo que boa parte das publicações relacionadas a leitura de receita se concentra na estrutura de prescrição das ametropias.

Nesta primeira parte desta série de matérias, vamos ampliar nosso conhecimento tanto na leitura das ametropias, quanto no oferecimento do produto ideal para esta prescrição.

Para iniciar, vou fazer um pequeno resumo sobre a estrutura de um receituário.

Há pouco tempo atrás, o modelo de receituário mais encontrado era o que levava as graduações puras de longe e perto, conforme ilustração abaixo. Esse receituário ainda é comum nos dias de hoje e dá enfase a prescrição de dois óculos, um para longe e outro para perto no caso de presbitas. Caso a venda seja de multifocal, o profissional precisa calcular o valor da adição.



É cada vez mais comum receber na loja o modelo de receituário que leva graduação de longe pura e o valor da adição (diferença entre os valores das dioptrias de perto e longe). Esse tipo de receituário facilita a vida do profissional óptico, já que possui a adição calculada para lentes multifocais, no caso de presbitas. Observe a ilustração abaixo.



Quando as ametropias não são convencionais como as dos exemplos acima, o profissional óptico fica um pouco inseguro (e com razão) em relação a veracidade da prescrição das graduações. Vou mostrar agora quais são as prescrições que fogem um pouco do convencional, porém são válidas para a confecção de uma óculos, deixando assim o profissional mais informado e seguro.

O primeiro exemplo que temos na ilustração abaixo é a graduação de perto negativa. Esse tipo de prescrição ocorre quando o usuário possui sua miopia mais elevada. Devido a grande potência do olho, a prescrição da graduação de perto é baseada na redução do esférico de longe. Se o modelo de receituário fosse sem a graduação de perto, a adição seria de 1,50.



Outro exemplo de receituário diferenciado é quando o sinal do esférico é diferente de um olho para o outro, caracterizando assim a antimetropia. Uma pessoa pode ser naturalmente antimetrope ou pode adquirir a antimetropia quando, por exemplo, opera de catarata em apenas um olho. Quem tem miopia em AO e opera de catarata em um olho apenas, a receita deste olho pode se tornar positiva. Veja a ilustração abaixo.




No receituário com antimetropia, cabe uma dica sobre indicação de produtos. Por se tratar de esféricos de sinais diferentes, precisamos estar atentos a curva base das lentes. Existem procedimentos diferentes para cada histórico de usuário (tudo baseado em minha experiência prática):


Grade de curva base para CR39 surfassado


  • Venda lentes CR surfassadas de bases iguais. Na grade de curvas em CR39 ao lado, sabemos que para um esférico de -2,25 (OD) a curva base original do produto é 4,50 e para um esférico de +1,00 (OE) a curva base original é 6,25. No caso do CR (não asférico) escolha para ambos os olhos a curva mais alta (6,25).




  • Em lentes CR39 não asféricas, a presença de aberrações ópticas é maior quando se usa uma curva base bem menor do que a original (anéis de Newton), portanto a escolha da base maior para ambos os olhos permite uma adaptação melhor. Sob o ponto de vista estético, o trabalho também fica bom.


Grade de curva para resina 1.67 surfassada

  • Agora, se o seu cliente pode adquirir uma lente de médio ou alto índice asférica, tudo pode melhorar. Na segunda grade ao lado, para lentes 1.67 surfassadas, a curva base original para o esférico de -2,25 (OD) é 3,00 e para o esférico de +1,00 (OE) é 4,25. No caso de lentes asféricas, podemos escolher para ambos os olhos tanto a curva 3,00 quanto a 4,25 pois em qualquer uma delas as aberrações ópticas serão mais controladas. Sob o ponto de vista estético, escolha a base 3,00, por ser "mais plana". Dependendo da diferença entre os valores dos esféricos, a binocularidade é boa mas não é otimizada.



  • Na intenção de otimizar a binocularidade do seu cliente, você pode optar em fazer este óculos de lentes surfassadas asféricas com as curvas bases originais, já que a pequena diferença estética entre uma curva 3,00 e uma 4,25 é aceitável. Neste caso, dê preferência a venda de armações de acetato em aro cheio, pois armações de nylon e três peças evidenciam mais as superfícies e as bordas das lentes. Este é o resultado mais personalizado para a confecção de óculos para receituário antimetrope.



  • Sempre meça a curva base, tanto da lente direita quanto esquerda dos óculos atual do seu cliente antimetrope, para no procedimento de escolha das bases das lentes novas não ocorra mudança brusca de valores.

  • Todo o relato que fiz acima sobre indicação de curva base para antimetropes também se aplica aos receituários que possuem uma diferença grande entre os valores esféricos, independente de sinal. Chamamos este caso de anisometropia. Veja um exemplo na ilustração abaixo.

Você pode também pode curtir e compartilhar está matéria com seus amigos através dos plugins das redes sociais, localizados na parte superior desta postagem.

AJUDE O BLOG A SOBREVIVER. USE O PAY PAL E DOE R$10,00 COM SEU CARTÃO DE CRÉDITO. CLIQUE NO BOTÃO ABAIXO PARA FAZER A SUA DOAÇÃO SEGURA.
 

Licença Creative Commons
Parte 1 - Interpretação de receita e indicação de produto está licenciado sob uma licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivados 3.0 Não Adaptada.

Sessão de Comentários

Atenção!
Comentários enviados por e mail ou redes sociais não serão respondidos!
Favor deixar sua dúvida ou pedido de contato com o autor apenas nesta sessão de comentários do blog.

recomendamos a leitura

Paulus Maciel se reserva no direito de usufruir da liberdade de expressão assegurada pela constituição federal:

Art. 5º Todos são iguais perante a lei, sem distinção de qualquer natureza, garantindo-se aos brasileiros e aos estrangeiros residentes no País a inviolabilidade do direito à vida, à liberdade, à igualdade, à segurança e à propriedade, nos termos seguintes:

IX - é livre a expressão da atividade intelectual, artística, científica e de comunicação independentemente de censura ou licença