Blog do Paulus

O impacto da nova geração de presbitas na economia brasileira

Artigo escrito por Paulus Maciel. Direitos reservados.


Artigo voltado ao profissional óptico.

A presbiopia surge quando o indivíduo já não consegue enxergar para perto como antes. Neste caso ele precisa corrigir sua visão de perto com óculos cujas lentes podem ser desenvolvidas para atender desde a simples correção do grau até todas as proteções necessárias levando em consideração o estilo de vida.

O perfil do usuário presbita no Brasil sofreu uma significativa mudança nos últimos anos e esse é justamente o tema desse artigo que vai nos ajudar a compreender quais são os fatores que contribuem para a mudança no perfil de exigência deste consumidor cada vez mais disputado pelas ópticas brasileiras e qual o impacto desse aumento de volume e exigência na economia brasileira, sob a observação do mercado óptico.

Vamos ensaiar alguns cálculos despretensiosos com fins meramente ilustrativos e reflexivos para ver onde o nosso mercado pode nos levar. Vamos nessa?


A população brasileira está envelhecendo e o faturamento das ópticas está crescendo:

A medida que a população brasileira envelhece, aumenta de forma significativa o numero de pessoas que estão num faixa etária superior a 38 anos de idade.

Pirâmide etária é um gráfico alimentado pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) que mostra o equilíbrio ou o desequilíbrio das faixas etárias levando em consideração a quantidade de habitantes.

Podemos acompanhar no primeiro gráfico ao lado que no ano 2000 apenas 26,5% da população estava numa faixa etária de igual ou superior a 40 anos de idade, justamente onde se diagnostica em sua maioria o início da presbiopia. No ano 2000 o acesso a visão de perto começava a ser mais exigido no lazer e também nos ambientes de trabalho com o aumento no número de computadores instalados em residências e escritórios.

Logo no segundo gráfico ficamos impressionados com o aumento de 8,7% no número de presbitas num período apenas de 15 anos entre 2000 e 2015. No ano de 2000 eram 46,5 milhões de presbitas versus 50, 5 milhões de presbitas em 2015. Em suma, são 4 milhões de novos presbitas neste período.

Além do aumento impressionante no numero de presbitas no Brasil a capacidade visual desta população nas curtas distâncias ficou cada vez mais exigida em função do aumento do número de domicílios que possuem computadores no país com picos importantes nos anos de 2012 e 2013 com leve queda em 2015 conforme o gráfico mostra abaixo.

Qual foi o impacto do aumento no número de presbitas em termos de faturamento para uma ótica?

Levando em consideração o ano 2000 proporcionalmente temos um fluxo aproximado (eu disse aproximado, ok?) de 26,5% de clientes presbitas e 73,5% de não presbitas. Projetando a venda de 100 óculos de grau por mês podemos arredondar que 26 pares foram para presbitas e 74 pares para não presbitas.

O preço médio de venda de um óculos para um presbita foi calculado com um volume de 60% para venda de multifocais e 40% para óculos de perto, portanto visão simples. Considerando o óculos básico completo com multifocal a R$800,00 e um óculos básico completo com visão simples a R$350,00 temos um preço médio geral de R$620,00.

No ano 2000 uma loja que vende 100 óculos vendeu R$16.120,00 de óculos para presbitas. Agora vamos fazer as contas tudo de novo agora para o ano de 2015.

Levando em consideração o ano de 2015 proporcionalmente temos um fluxo aproximado (eu disse aproximado, ok?) de 35% de clientes presbitas e 65% de não presbitas. Projetando a venda de 100 óculos de grau por mês podemos afirmar que 35 pares foram para presbitas e 65 pares para não presbitas.

O preço médio de venda de um óculos para um presbita foi calculado com um volume de 60% para venda de multifocais e 40% para óculos de perto, portanto visão simples. Considerando o óculos básico completo com multifocal a R$800,00 e um óculos básico completo com visão simples a R$350,00 temos um preço médio geral de R$620,00.

No ano 2015 uma loja que vende 100 óculos vendeu R$21.700,00 de óculos para presbitas. Faturamento mensal R$5.580,00 maior que em 2000. Ao final de 2015 o incremento no faturamento por ter vendido a uma quantidade maior de presbitas será de R$66.960,00. Um aumento de faturamento de aproximadamente 35%.

Em suma, podemos afirmar que o faturamento do varejo óptico cresceu aproximadamente 35% entre os anos de 2000 e 2015 (período de 15 anos).

Outro fator que precisa ser levado em consideração no aumento não só do volume mas também quanto a exigência na qualidade do campo visual das lentes é quando analisamos a estatística ao lado e observamos que pela primeira vez em 2015 o número de acessos a internet pela população a partir de 40 anos ultrapassou o número de acesso dos mais jovens. 

A nova geração de presbitas é formada de pessoas extremamente ativas no mundo digital e merecem produtos diferenciados para perto e média distância.

Agora que conseguimos enxergar e refletir sobre o passado recente vamos fazer uma projeção do que pode acontecer até o ano de 2030, quinze anos após 2015.

Podemos observar no gráfico logo abaixo que daqui 5 anos, isso é, em 2023 a população presbita será de 41,3% o que significa um aumento de 6,1% em relação ao ano de 2015.

Que tal agora uma projeção de cenário?

Os preços dos óculos subiram tendo como base num reajuste baseado no índice geral de preços ao consumidor numa amostragem tirada entre os anos de 2013 e 2018 (só para projetar preços um pouco mais reais para o ano de 2023)

O preço médio de venda de um óculos para um presbita foi calculado com um volume de 60% para venda de multifocais e 40% para óculos de perto, portanto visão simples. Considerando o óculos básico completo com multifocal a R$1.050,00 e um óculos básico completo com visão simples a R$465,00 temos um preço médio geral de R$816,00.

No ano 2023 uma loja que vende 100 óculos vendeu R$33.456,00 de óculos para presbitas. Faturamento mensal R$11.756,00 maior que em 2015. Ao final de 2023 o incremento no faturamento por ter vendido a uma quantidade maior de presbitas será de R$141.072,00. Um aumento de faturamento de aproximadamente 54%.

Em suma, podemos afirmar que o faturamento do varejo óptico irá crescer aproximadamente 54% entre os anos de 2015 e 2023. Vou te dar uma boa notícia: você está trabalhando no ramo óptico justamente nesse período! Mesmo que você esteja desanimado, você realmente vai querer desistir? Hein?

Agora vamos um pouco mais para frente. Vamos projetar o ano de 2030 que é justamente o fim do ciclo de 15 anos que estamos contando desde 2015 neste artigo.

Como podemos observar no gráfico ao lado os presbitas em 2030 serão nada mais nada menos do que 46,3% da população brasileira. Um número bastante significativo que eleva muito a nossa responsabilidade em treinar as futuras gerações para um bom atendimento ao consumidor. 

O preço médio de venda de um óculos para um presbita foi calculado com um volume de 60% para venda de multifocais e 40% para óculos de perto, portanto visão simples. Considerando o óculos básico completo com multifocal a R$1.545,00 e um óculos básico completo com visão simples a R$685,00 temos um preço médio geral de R$1.273,00. Mais uma vez reajustamos o preço dos óculos para maior veracidade da nossa reflexão.

No ano 2030 uma loja que vende 100 óculos vendeu R$58.558,00 de óculos para presbitas. Faturamento mensal R$25.102,00 maior que em 2023. Ao final de 2030 o incremento no faturamento por ter vendido a uma quantidade maior de presbitas será de R$301.224,00. Um aumento de faturamento de aproximadamente 75%.

Resumo da ópera: só em atender o aumento natural da demanda dos presbitas o faturamento na venda de óculos irá crescer 129% entre os anos de 2015 e 2030. Na totalidade dos cálculos despretensiosos o faturamento aumentará 164% entre 2000 e 2030. nos deixando a entender que o período mais fértil para o ramo óptico é AGORA! (período entre 2015 e 2030).

Os cálculos sobre o crescimento no ramo óptico no Brasil estão baseados neste artigo apenas no impacto causado e ainda a causar na entrada da nova geração de presbitas e suas demandas mais exigentes em termos de proteção e qualidade visual. Aí eu te questiono, você já imaginou quanto você pode crescer ainda mais tomando as seguintes atitudes:

  • Treinando, qualificando e respeitando seus funcionários
  • Fazendo a conversão do antirreflexo básico para o premium
  • Fazendo a conversão das lentes incolores em fotossensíveis
  • Fazendo a conversão dos multifocais digitais básicos para free form
  • Fidelizando seu cliente através do pós venda

Não é apenas uma questão de ganho de receita e sim a satisfação de trabalhar num mercado que valoriza seus colaboradores e clientes.

Fonte: IBGE


Demonstre sua reação em relação a esse artigo:

AJUDE O BLOG A SOBREVIVER. USE O PAY PAL E DOE R$20,00 COM SEU CARTÃO DE CRÉDITO. CLIQUE NO BOTÃO ABAIXO PARA FAZER A SUA DOAÇÃO SEGURA.

 

Atenção: 
A liberdade de expressão relativa a opinião de Paulus Maciel é assegurada pelo artigo 5, inciso IX da constituição da república federativa do Brasil que destaca:
"IX - é livre a expressão da atividade intelectual, artística, científica e de comunicação, independentemente de censura ou licença.


Licença Creative Commons

O trabalho "O impacto da nova geração de presbitas na economia brasileira" está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

As imagens contidas neste artigo são meramente ilustrativas e captadas pela internet com os respectivos créditos assegurados.

Sessão de Comentários

Atenção!
Comentários enviados por e mail ou redes sociais não serão respondidos!
Favor deixar sua dúvida ou pedido de contato com o autor apenas nesta sessão de comentários do blog.

recomendamos a leitura

Paulus Maciel se reserva no direito de usufruir da liberdade de expressão assegurada pela constituição federal:

Art. 5º Todos são iguais perante a lei, sem distinção de qualquer natureza, garantindo-se aos brasileiros e aos estrangeiros residentes no País a inviolabilidade do direito à vida, à liberdade, à igualdade, à segurança e à propriedade, nos termos seguintes:

IX - é livre a expressão da atividade intelectual, artística, científica e de comunicação independentemente de censura ou licença