Blog do Paulus: Parte 2 - Interpretação de receita e indicação de produto

Parte 2 - Interpretação de receita e indicação de produto

Nesta segunda parte vamos abordar os estágios e tipos da presbiopia, as necessidades dos consumidores e as melhores soluções em lentes corretoras.

Os estágios e tipos de presbiopia são facilmente identificados na receita e a leitura desta prescrição pode nos ajudar a traçar quais os produtos ideais para cada um. Vamos aos estágios.

Estágios da presbiopia
  • Presbiopia emetrope - 2/3 da população presbita brasileira não possui prescrição para a visão de longe, portanto as receitas dos presbitas emetropes são as mais encontradas nos laboratórios e ópticas. Nesse receituário, o óptico precisa estar atento ao valor da adição.
Presbiopia emetrope (imagem meramente ilustrativa)
  • Adições entre 0,75 e 1,75 são perfeitas para iniciar um presbita com lentes multifocais progressivas, principalmente pelo argumento da conveniência de não ficar tirando e pondo um óculos de perto. Ao contrário do que muitos pensam, vale muito a pena iniciar este presbita no uso de lentes multifocais progressivas otimizadas, justamente para acostumá-lo a um design que irá beneficiá-lo ainda mais num futuro próximo
    Imagem meramente ilustrativa
    captada na internet
    quando a adição dele passar de 2,00. A adaptação de lentes progressivas num jovem presbita (adição entre 0,75 e 1,75) é facilitada principalmente quando esse usuário nunca usou um óculos só para perto, pois o uso continuo de monofocais para perto reduz a sua velocidade de adaptação em lentes multifocais progressivas. A adaptação vai ocorrer sem problemas mas a comparação do espaço físico entre os dois tipos de lentes vai influenciar um pouco. Ao receber um cliente com receita para perto sempre pergunte se ele já é usuário de óculos. 
  • Adições entre 2,00 e 2,75 estão numa faixa da presbiopia onde a pessoa já tem uma "experiência" de correção da sua vista cansada que vai de um óculos de perto de farmácia, passando por um monofocal de perto ou lentes multifocais progressivas feitas em óptica. Neste momento é fundamental conhecer qual é o tipo de correção que o cliente está acostumado, assim podemos oferecer sempre o melhor, de acordo com a referência anterior. Se a referência anterior for um monofocal de perto, você tanto pode mantê-lo no monofocal ou você
    Imagem meramente ilustrativa
    captada na internet
    também pode oferecer lentes multifocais progressivas contanto que sejam otimizadas na área de perto, evitando assim desenhos de corredor muito longo que induzem o usuário a erguer a cabeça para obter um campo maior de leitura mas é bom lembrar que caso o cliente já use multifocal não é bom oferecer desenhos muito diferentes de campo visual em relação ao que ele já está acostumado. Última dica: quanto maior a adição menor será a "profundidade" obtida na média distância e isso não é culpa da lente e sim da fisiologia de quem se encontra nesse estágio da presbiopia, portanto nada de promessas mirabolantes para a visão intermediária dessa categoria de usuário; caso ele queira uma solução mais otimizada do que uma lente multifocal progressiva as lentes ocupacionais de perfil mais curto (tipo "near") são as ideais.
  • Adições a partir de 3,00 são mais difíceis de se encontrar pois 3,00 é a adição máxima que o profissional de refração costuma prescrever, salvo exceções. Lentes ocupacionais nesta adição já não proporcionam alta performance em visão intermediária, restando assim lentes multifocais progressivas otimizadas. Caso o usuário de adição alta utilize muito a visão intermediária, sugiro lentes monofocais prescritas com refração tomada na distância ocupacional a ser utilizada pela pessoa, onde a graduação para visão intermediária varia normalmente entre 50 e 80% do valor da graduação de perto.
NOTA: Quanto maior a adição, maior a convergência do usuário ao utilizar suas lentes  para acessar a visão de perto. Em adições a partir de 2,00 sempre ofereça lentes
Imagem meramente ilustrativa
captada na internet
multifocais com variação do corredor progressivo conforme a convergência (multi design por adição ou ametropia/desenho por prescrição). Existem também multifocais free form com convergência personalizada (inset variável) onde o óptico anota na ordem de serviço as DNPs de longe e perto do cliente e o laboratório de surfassagem irá calcular a descentração do corredor levando em consideração a convergência do usuário (subtração da DNP de longe em relação a de perto). Consulte seu laboratório. 


Tipos de presbiopia

Quero deixar claro que as classificações da presbiopia que estou utilizando aqui possuem efeito prático e não são inspirações teóricas, portanto tudo que estamos conversando nessa matéria está baseado na minha experiência de 20 anos na adaptação de usuários.
  • Presbiopia com miopia - O receituário de presbiopia com miopia é o segundo mais encontrado no Brasil, onde o presbita apresenta esféricos negativos combinados ou não com cilíndricos negativos (caso os cilíndricos estejam positivos precisamos
    Imagem meramente ilustrativa
    captada na internet
    transpor para a confecção das lentes). Caso esse míope seja um jovem presbita ele está psicologicamente condicionado a pensar que ainda enxerga bem para perto, sendo que muitos consumidores desse tipo relutam em usar a primeira lente multifocal progressiva. Cabe ao óptico convencê-lo de que sua visão de perto será mais confortável e sem esforço com as multifocais progressivas.
Outra preocupação do óptico e do consumidor é sobre a espessura das lentes negativas. Daí entramos novamente no mérito da escolha da armação cuja a soma da ponte com o aro seja próxima ou igual a DP do cliente, além da escolha do índice de refração coerente com a dioptria da receita. Lembre-se também sobre o valor e o eixo do cilíndrico, pois o lado oposto deste eixo será a parte mais espessa da lente, sendo assim, se o eixo estiver entre 45° e 135° as lentes ficaram mais grossas entre as temporais e a borda inferior das mesmas, portanto precisamos evitar nesses eixos o oferecimento de armações 3 peças ou fio de nylon. 

Imagem meramente ilustrativa 
captada na internet
NOTA: Quanto maior a miopia menor será a convergência do usuário ao utilizar suas lentes  para acessar a visão de perto. Em adições a partir de 2,00 sempre ofereça lentes multifocais com variação do corredor progressivo conforme a convergência (multi design por adição ou ametropia/desenho por prescrição). Existem também multifocais free form com convergência personalizada (inset variável) onde o óptico anota na ordem de serviço as DNPs de longe e perto do cliente e o laboratório de surfassagem irá calcular a descentração do corredor levando em consideração a convergência do usuário (subtração da DNP de longe em relação a de perto). Consulte seu laboratório.
    Presbiopia com miopia (imagem meramente ilustrativa)

    Segue abaixo uma tabela de equivalência prática entre dioptrias e índices de refração para ótima espessura das lentes montadas em armações centralizadas:

    • Presbiopia com hipermetropia - O receituário de presbiopia com hipermetropia é o terceiro mais encontrado no Brasil, onde o presbita apresenta esféricos positivos combinados ou não com cilíndricos negativos (caso os cilíndricos estejam positivos precisamos transpor para a confecção das lentes).
    O presbita hipermetrope normalmente tem a graduação de perto mais elevada que a de longe, fazendo com que sua exigência quanto ao campo de perto seja ainda maior que nos outros tipos de presbitas. Lentes multifocais progressivas de corredores mais longos podem
    Imagem meramente ilustrativa
    captada na internet
    prejudicar o rápido acesso ao campo de perto, portanto precisamos ficar atentos e oferecer lentes cujos desenhos tenham uma área de perto alta, larga e bem posicionada.


    A espessura da lente também pode preocupar portanto, para um ótimo resultado escolha uma armação cuja a soma da ponte com o aro seja próxima ou igual a DP do cliente, além da escolha do índice de refração coerente com a dioptria da receita. Se optar por um índice de refração maior, sempre meça a curva base do óculos atual do cliente, para que você possa solicitar ao laboratório um alto índice, porém base semelhante a utilizada pelo cliente. Assim você evita o processo de readaptação do seu cliente as lentes novas. Índices 1.56 e 1.61 são ótimos para graduações positivas.

    NOTA: Quanto maior a hipermetropia maior será a convergência do usuário ao utilizar suas lentes  para acessar a visão de perto. Em adições a partir de 2,00 sempre ofereça lentes
    Imagem meramente ilustrativa
    captada na internet
    multifocais com variação do corredor progressivo conforme a convergência (multi design por adição ou ametropia/desenho por prescrição). Existem também multifocais free form com convergência personalizada (inset variável) onde o óptico anota na ordem de serviço as DNPs de longe e perto do cliente e o laboratório de surfassagem irá calcular a descentração do corredor levando em consideração a convergência do usuário (subtração da DNP de longe em relação a de perto). Consulte seu laboratório.

      Segue abaixo uma ilustração de receituário para um presbita hipermetrope.

      Presbiopia com hipermetropia (imagem meramente ilustrativa)
      Assim chegamos ao final desta segunda parte sobre interpretação de receitas. Caso tenha ficado com alguma dúvida deixe seu comentário logo abaixo dessa postagem.

      Gostou da matéria? Utilize os botões das redes sociais na parte de cima da postagem para o compartilhamento.

      Demonstre sua reação em relação a esse artigo:


      AJUDE O BLOG A SOBREVIVER. USE O PAY PAL E DOE R$20,00 COM SEU CARTÃO DE CRÉDITO. CLIQUE NO BOTÃO ABAIXO PARA FAZER A SUA DOAÇÃO SEGURA.
       

      Licença Creative Commons
      Parte 2 - Interpretação de receita e indicação de produto está licenciado sob uma licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivados 3.0 Não Adaptada.

      Sessão de Comentários

      Atenção!
      Comentários enviados por e mail ou redes sociais não serão respondidos!
      Favor deixar sua dúvida ou pedido de contato com o autor apenas nesta sessão de comentários do blog.

      recomendamos a leitura

      Paulus Maciel se reserva no direito de usufruir da liberdade de expressão assegurada pela constituição federal:

      Art. 5º Todos são iguais perante a lei, sem distinção de qualquer natureza, garantindo-se aos brasileiros e aos estrangeiros residentes no País a inviolabilidade do direito à vida, à liberdade, à igualdade, à segurança e à propriedade, nos termos seguintes:

      IX - é livre a expressão da atividade intelectual, artística, científica e de comunicação independentemente de censura ou licença